sábado, 15 de agosto de 2009

Romário joga por salário de R$ 500,00


De contrato simbólico assinado, Romário fez ontem seu primeiro treino oficial com a camisa do América, em Edson Passos. Aos 43 anos e três quilos acima do peso (78kg), o baixinho não fez gols, mas se movimentou bastante, serviu de garçom para os atacantes e ficou em campo durante 68 minutos do coletivo, que durou 70.

Apesar da falta de condicionamento físico, principalmente nas famosas arrancadas, é fácil comprovar que sobra qualidade técnica e muita vontade de homenagear ao falecido pai, Edevair, que sempre pediu ao filho para que um dia jogasse pelo América, seu time do coração.

A data e o local em que o sonho será realizado ainda é mistério, que se dependesse de Romário nem seriam divulgados. “O ideal seria numa quadra soçaite, porque quanto menor o campo, melhor para mim”, brincou. “Espero não divulgar esse jogo para muita gente não ver e lembrar do Romário de antigamente”, riu o Baixinho, bem-humorado.

No primeiro tempo, Romário teve três boas chances de gol. Mas, a tentativa de voleio, que não encaixou como ele queria, foi o momento que chamou mais atenção dos poucos americanos que acompanharam o treino. “Depois de alguns anos (quase dois) voltar a treinar, realmente é diferente. A condição física é diferente da de três anos atrás. Dentro do que eu poderia fazer, foi até legal”, avaliou o craque, reforçando que não está retomando a carreira de jogador. Ele continuará como manager:

“As pessoas podem até entender diferente, mas só pretendo jogar alguns minutos de uma ou duas partidas para homenagear meu pai. Tenho consciência que não dá mais para mim, minha fase já passou. Mas aproveitei bem o meu momento e fui muito feliz na minha profissão”.

No que depender do preparador físico do clube, Marcio Meira, o Baixinho levará 10 dias para estar em condição de jogo. A ideia é conciliar dieta com exercícios, sem deixar o futevôlei de lado: “Ele não vai treinar diariamente como os atletas. É um trabalho específico, suficiente para ele jogar porque o Romário sabe até onde ele pode ir”.

Mesmo ‘acumulando’ funções, Romário brincou sobre o salário que vai receber do rubro: “Isso é um grande problema. Segundo me passaram é de R$ 500. Não dá para ajudar na pensão, não. Infelizmente”

Lunático
6858km de futebol
http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget