domingo, 9 de agosto de 2009

Máfia do Apito pode ficar impune

Numa decisão técnica, 'Máfia do Apito' fica a um passo da impunidade. O desembargador Fernando Miranda, do Tribunal de Justiça de São Paulo, diz que esquema que manipulava resultados do Brasileirão de 2005 não é crime. Anulação da denúncia depende do voto de Christiano Kuntz que pediu prazo de uma semana para tomar uma decisão, após os desembargadores Fernando Miranda e Francisco Menin Miranda votarem a favor do arquivamento do processo. Segundo desembargadores que votaram contra a denúncia, o juiz de futebol Edílson Pereira de Carvalho, que em 2005 foi acusado de manipular jogos do Brasileirão, não cometeu crime de estelionato. Não há lei específica no Brasil para juízes que manipulam jogos e tudo pode acabar em pizza !



Lunático
6858km de futebol
http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget