sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Valência tenta empréstimo de Ilori


Tiago Ilori (foto D.R.)
Valência tenta empréstimo de Ilori

Tiago Ilori, defesa central que no último verão trocou o Sporting pelo Liverpool por 7,5 milhões de euros, poderá rumar ao Valência na reabertura do mercado de transferências, em janeiro.

De acordo com a Imprensa inglesa, o clube espanhol está interessado no empréstimo do jogador, de 20 anos, até final da temporada, procurando tirar partido das poucas oportunidades que, à priori, o antigo leão terá para se impor em Anfield nos próximos meses.

O Valência conta nas fileiras com três internacionais portugueses. São eles Ricardo Costa, João Pereira e Hélder Postiga.


coluna do Tostão - Atletas e máquinas

coluna do Tostão -  Atletas e máquinas

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/tost%C3%A3o/atletas-e-m%C3%A1quinas-1.729951

O Cruzeiro jogou mal e perdeu as duas últimas partidas. O São Paulo, com boa marcação mais atrás, e o Atlético, com ótima marcação mais à frente, por pressão, anularam todas as jogadas do time celeste. Borges não pegou na bola, porque ela não chegava, nem ele se movimentava. Borges só joga se a bola chegar a ele, pronta, para finalizar. Assim, até eu, com quase 70 anos. O Cruzeiro começa a ter as dificuldades de quem é líder. Além de um possível relaxamento, os adversários se preparam melhor para vencê-lo, ainda mais o grande rival. Se Ronaldinho e Jô estivessem presentes, o Atlético teria chance de fazer mais gols.

Cuca, mais uma vez, pinçou o jogador certo, Fernandinho. Muitos treinadores conhecem futebol, têm informações. Cuca entende o futebol. Se o Atlético enfrentasse, em casa, o Bayern, hoje, o melhor time do mundo, teria boas possibilidades de vencer, pela pressão que faz no Independência. Seria possível o Atlético, em um jogo heroico, no Marrocos, repetir o que consegue fazer no Horto? É pouco provável, mas não é impossível.

Cada dia mais, os principais times, em todo o mundo, marcam por pressão. Isso não significa que seja a única maneira eficiente de marcar e vencer. Quando o time que pressiona não consegue desarmar, é um desastre, pois se abrem grandes espaços na defesa. Além disso, há um grande desgaste físico. As equipes jogam no limite, entre o esplendor físico e a exaustão. Por isso, e pelo grande número de jogos, ocorrem muitas lesões musculares, mesmo com todos os avanços da ciência esportiva, como o de dosar substâncias indicadoras desse cansaço. Para amenizar as lesões, os principais clubes possuem grandes elencos. Imagine, daqui algum tempo, a intensidade que terá um jogo de futebol. Vai se tornar outro esporte. Provavelmente, a razão das seguidas lesões musculares de Messi seja por ele ter jogado muito, durante anos, sem ser poupado. Parafraseando Charles Chaplin, não sois máquinas, atletas é que sois.

A vitória por 2 a 0 sobre Zâmbia ajudou Felipão na definição do elenco para a Copa. Pato e Lucas devem ficar de fora. Pato só tem pose e fama. Com isso, abre uma vaga do meio para frente. Se o Brasil ganhar a briga com a Espanha, Diego Costa pode ser uma opção. Mas ficam três centroavantes (Jô, Fred e Diego Costa). Prefiro Tardelli. Os reservas Lucas Leiva, Maxwell e Diego Cavalieri são quase certos. Lucas Leiva é melhor que Fernando. Falta mais um zagueiro. Dedé ganhou pontos. Há ainda os jogadores de sobreaviso, caso alguém se machuque.

 Jogo decisivo

Gosto mais do estilo do Cruzeiro atual do que o time celeste de 2003, e do Atlético da Libertadores. Mas, o Cruzeiro de 2003, por ter tido um cracaço, Alex, dez anos mais novo, e o Atlético da Libertadores, por ter contado com quatro jogadores com nível de seleção (Ronaldinho, Jô, Tardelli e Bernard), são superiores ao Cruzeiro atual.

Hoje é uma partida decisiva. Se o time celeste ganhar, independentemente dos resultados do Botafogo e de Grêmio, haverá uma grande tranquilidade e quase certeza do título.

Se o Cruzeiro perder mais uma vez, e um ou os dois times concorrentes vencerem, poderá haver uma desconfiança, um medo, uma intranquilidade, em relação ao título desse ano.


6858km de futebol http://twitter.com/6858kmdefutebol http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

CONTOS DO VAMPETA - VINHO PROIBIDO

CONTOS DO VAMPETA - VINHO PROIBIDO







6858km de futebol
http://twitter.com/6858kmdefutebol
http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Oliver Stone dirige a copa do Mundo -2014


Oliver Stone dirige a copa do Mundo -2014



Coluna do Tostão - Suspirar é preciso


Suspirar é preciso

http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/tost%C3%A3o/suspirar-%C3%A9-preciso-1.725763

Durante a noite, Fernando Pessoa e seus heterônimos repousam no Mosteiro de Jerônimos, em Belém, ao lado dos maiores personagens da história de Portugal. De dia, eles vagueiam pelas livrarias e cafés de Lisboa. Parafraseando o poeta, “Tabacaria” pode não ser o mais belo poema da literatura mundial, mas é, para mim, o mais belo, pois é o que mais gosto.

Já o Cruzeiro não é o mais belo time do Brasileirão somente porque é o time que mais gosto e que tenho mais laços afetivos. É, indiscutivelmente, o melhor. Todos, ou quase todos, concordam. O Cruzeiro é, coletivamente, superior ao time de 2003. No ano passado, era o Corinthians. Já o Atlético, na Libertadores, quando era o melhor time brasileiro, tinha um estilo próprio, o Galo Doido. Privilegiava os lançamentos longos, os chutões e lances aéreos. Dava certo, mas não tinha nada de moderno.


Há muitas maneiras de vencer, mas são poucas as de encantar, de suspirar, como tem feito o Cruzeiro, mesmo para quem não é cruzeirense, com exceção dos torcedores do Galo. O encanto não entra na estatística. Já o Grêmio, com seu estilo pesado, defensivo, também eficiente, só faz suspirar seus torcedores. Além disso, se a maioria das principais equipes não estivesse tão mal, o Grêmio, com a campanha atual, não seria vice-líder. Contra o Botafogo, Kléber foi, mais uma vez, violento, independentemente da simulação do zagueiro Dória. Criticaram a simulação e se esqueceram da deslealdade do atacante. Se Kléber se preocupasse sempre em jogar futebol, como tem feito na maior parte do campeonato – ele tem atuado bem –, poderia ter uma carreira brilhante. Mas o que mais agrada a ele e a parte dos treinadores e da imprensa são o confronto físico, os lances agressivos (confundem com raça) e a simulação, para cavar faltas, pênaltis e para provocar a expulsão de seus marcadores.


Assim como é comum o bairrismo, em todos os Estados, e o preconceito, de todos os tipos, no futebol e na vida, é frequente o bairrismo e o preconceito às avessas. Para aumentar a audiência e mostrar que não são bairristas nem preconceituosos, muitos excedem os elogios a treinadores, times e jogadores de outros Estados.


Parabéns aos jogadores pela criação do Bom Senso FC. O futebol brasileiro precisa de grandes mudanças, e não apenas de um calendário. Para isso, é necessário ter uma entidade transparente e independente, que comande o futebol de acordo com os interesses do futebol e que, a partir daí, atraia os investidores. 

 Seleção 

O Brasil enfrenta a Coreia do Sul no sábado. Faltam poucas definições para o elenco da Copa. Dedé e Réver lutam por uma vaga, já que as outras três de zagueiros são de Thiago Silva, David Luiz e Dante. Ainda há disputa para as vagas de reservas de Luís Gustavo e Marcelo. Lucas, do Liverpool, foi escolhido para o lugar de Fernando.

No fim, sempre haverá uma surpresa. Por isso, Felipão precisa ter alguns jogadores de sobreaviso, como Victor, chamado para esse jogo no lugar de Júlio César, e Pato, mesmo sem merecer, para o lugar de Fred, contundido. A outra vaga de centroavante é de Jô. Tardelli e Éverton Ribeiro podem ter chance. Tardelli estaria em minha lista, mesmo com todos bem fisicamente.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Ausência da bandeira do Brasil no fone de ouvido de Diego Costa vira pista para decisão de jogar pela Espanha

Ausência da bandeira do Brasil no fone de ouvido de Diego Costa vira pista para decisão de jogar pela Espanha


http://terramagazine.terra.com.br/blogdoboleiro/blog/2013/10/07/espanhois-notam-ausencia-da-bandeira-do-brasil-no-fone-de-ouvido-de-diego-costa/

Se uma imagem vale mil palavras, a mídia espanhola encontrou o que considera uma prova de que o atacante sergipano Diego Costa, 24, está mesmo decidido a jogar a próxima Copa do Mundo pela seleção da Espanha. Nesta segunda-feira, a página do diário Marca na internet mostrou duas fotos com o fone de ouvido do atacante do Atlético de Madrid.
A primeira foto, tirada de uma imagem de vídeo, mostra o jogador carregando o fone branco, com um adesivo da bandeira do Brasil. Na segunda fotografia, também extraída da televisão, Diego carrega um “auricular” da mesma cor, mas sem as cores verde e amarelo. O título da nota é: “Diego Costa tira a bandeira do Brasil do fone de ouvido”.
OBlog do Boleiro tentou, através da assessoria de imprensa do jogador, um contato com Diego. O atleta continua falando muito pouco fora dos dias de jogos. Agora, com a sondagem feita pela seleção da Espanha, quer quer tê-lo no Mundial do Brasil em 2014, ele tem relutado mais ainda. Diego costuma conversar com jornalistas depois dos jogos do Atlético de Madrid.
Foi assim neste final de semana. Depois de marcar os dois gols da vitória sobre o Celta de Vigo (2 a 1), Diego deixou a pista clara de que deu o sinal verde para a Federação Espanhola de Futebol. "A decisão quem tem que dizer é a Fifa. A decisão da seleção está tomada", falou.
Diego Costa, que nasceu na cidade de Lagarto e está no futebol europeu desde os 17 anos (foi para Portugal em 2006), argumentou que não gosta de se envolver com esta questão, mas reconheceu que a Espanha é muito importante para ele."Nasci no Brasil, mas a Espanha me deu tudo, fiz minha carreira aqui", disse.
O técnico Vicente Del Bosque quer aproveitar a boa fase de Diego para testá-lo na equipe da Espanha. O atacante é artilheiro do Campeonato Espanhol com 10 gols, dois a mais que Lionel Messi. Das oito partidas disputadas nesta temporada, Diego só não deixou sua marca contra o Real Sociedad. Ele é um dos responsável pela série inédita do Atlético de oito vitórias seguidas nas primeiras rodadas, 


6858km de futebol http://twitter.com/6858kmdefutebol http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

domingo, 6 de outubro de 2013

Diego Costa marca e Atlético de Madrid vence o Celta de Vigo (com video)

Diego Costa marca e Atlético de Madrid vence o Celta de Vigo (com video)


O brasileiro (espanhol) marcou um dois gols hoje e continua como artilheiro do Español..............Na verdade o primeiro foi de godin, zagueiro uruguaio do atletico, porem o arbitro não viu e deu o gol para o diego, já o segundo foi um golaço, técnica, força e definição...abre o olho felipao!!!





Ta certo que perdeu um penalty, mais vamos la...ninguém e perfeito

Acho que depois de hoje, ou o manu liga para o cara e chama ele, ou vamos ter ele cotra agente ano que vem...

















6858km de futebol http://twitter.com/6858kmdefutebol http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

Diego costa jogara com espanha ??

Diego costa jogara com espanha ??

No período de seca que passa a seleção espanhola (torre não joga bem no chelsea, villa saiu do barca para jogar e o diego ta jogando 10x mais do que el no atletico, llorente que e banco na juventus), so sobra o soldado e negredo que estão iniciando bem a temporada na inglaterra.

E dessa situação que se especula que Diego Costa jogue pela seleção espanhola....não seria o primeiro brazuca a jogar la...antes o marcos senna, catanha e donato.

O Sena, incluso , foi titular e campeão da euro 2008...titular absoluto..

E verdade que o caso Diego Costa e uma historia de amor e morte...uns querem um goleador e bom jogador na seleção, apesar de ser estrangeiro, outros nao...

Ate a TV / Radio esta dividida...ate porque sabem que a seca de gols também aflige a seleção brasileira...e por isso, felipao esta de olho.

Para min, seria um erro não  chamar o Diego Costa ..entre ele, jo, fred e hulk, o nivel e igual....porem ele esta em um momento 10x melhor!!!!












How Data Analysis Can Help Us Predict This Year's UEFA Champions League

by Laerte de Araujo Lima, guest blogger
A few weeks ago, my football friends and I were talking about the football in the UEFA Champions league (UEFA CL), and what we could expect for the 2013-14 season.
Some of us believe that the quality of the football played in the UEFA CL has improved in the last few years, as evidenced by more goals per match, more teams with strategies based in the attack and, finally, more show games. Others disagree, arguing that the teams were pursued defensive strategies with consequently fewer goals per match, more faults per game, and less effective use of game time (due to minutes wasted when the game was stopped for a fault), making for more and more boring games....
As a Black Belt and Six Sigma addict, I decided to perform a data analysis in order to assess the real state of UEFA CL football tendencies. So let’s set the subjectivity aside, look at the data in Minitab, and see what we can expect for the upcoming season.

The UEFA CL Championship for Dummies

Each season, 32 UEFA clubs are split into eight groups of four teams each, who play home and away against each of their pool opponents between September and December. Two teams from each section advance to the first knockout round.
From the last 16 games until the semi-finals, clubs play two matches against each other on a home-and-away basis, following the same rules as the qualifying and play-off matches.
The final is decided by a single match

UEFA CL Data Analysis

The UEFA Champions League web site is one of the best football databases in the world. Every year, new information is available and dozens of statistics data can be accessed.
For this analysis, I selected the last 12 seasons (from season 2001-02 to 2012-13) of UEFA CL. I selected this range because the championship format has been consistent since the 2001-02 season, with the same number of teams in the group stage.
Based my friends’ suggestion, we selected the data that are linked with the “Subjective” definition of quality in the football. In Six Sigma terms, we’d call these CTQ (critical to quality).
CTQ – Voice of Customer
UEFA CL database variable associated with CTQ
More goals per game to make game more fun!
↑ Average goals scored per game
Offensive strategy, with more attempts to score goals.
↑ Average attempts on target per game
↑ Average goals scored per game
↓ Average fouls committed per game
More effective use of game time.
↓ Average fouls committed per game
More “fair play” and protection for players with high football skills.
↓ Average fouls committed per game
 
With our CTQ and the variables that impact the CTQ defined, we’re ready to look at the data with Minitab Statistical Software.
First, let’s look at the last 12 season’s finalists and winners by country, using the Minitab Pareto Chart command (Stat > Quality Tools > Pareto Chart).
Pareto Chart of Finalist Teams by Country
Pareto Chart of Winning Teams by Country
The charts show that 90% of the UEFA CL finalists come from 4 countries (Germany, Spain, England and Italy). German teams are less efficient (they reach 20.8% of the finals but only win 8.3%). Spanish teams are the most efficient (they reach just 16.7% of the finals, but  win 33.3%).
To see what happened with the variables (average goals scored per game, average attempts on target per game, and average fouls committed per game) over the seasons, we used the Minitab command Graph > Time Series Plot.
Time Series Plot Average Fault, Goal & Attempt Per Game
The time series plots give let us see trends in the data over time. A couple of things are clear from the plot shown above:
  • Average goals per game do not seem to have increased or decreased from 2001-02 through 2012-13).
  • The average attempts on target also do not appear to have risen or fallen since 2001-02, except for the 2012-13 season.
  • The average faults per game seem to have decreased since 2001-02.
The time series plots give us the initial indications of our analysis, but let’s fine-tune it with some other statistical methods. To make sure that the trends show in the time series are statistically significant, we’ll perform a correlation analysis using Stat > Basic Statistics > Correlation.
correlations 1
Correlations 2
correlations 3
Regarding the variables’ correlation to the seasons, we can make the following statements.
  • Season (end year) x  Fault per game :
    • The p-value (0,000) being less than the threshold ( < 0.05) gives statistical evidence that there is a relationship between those two variables. Additionally, the strong value of the Pearson correlation coefficient (-0.928) indicates that a strong linear-fitting distribution can be found to correlate both variables—in this case, a negative correlation.
       
  • Season (end year) x goals per game  & Season (end year) x  attempts on target
    • Since the p-value is greater than 0.05 for both, there is no statistical evidence  of a relationship between these two pairs of variables.

Regression Analysis: Minitab’s Assistant Makes It Easy

Now that we know there’s a significant correlation between faults per game and season, we can learn even more by doing a regression analysis. This analysis can give us insight into what we might anticipate for upcoming seasons.
To perform the regression analysis, we'll use the Minitab Assistant. To make our lives easy, we can let Minitab select the best model for our regression by picking “Choose for me” in the Assistant’s regression dialog box:
regression analysis
Minitab will automatically choose between three types of model: Linear, Quadratic and Cubic. The associated alpha level for eliminating the null hypothesis is set at 0.05 by default, and that level is fine for this analysis.
Minitab selected a Quadratic model as the best fitting regression analysis for Average fault x UEFA CL Season (end year), with an astonishingly high R-sq of 91.75%!
regression output
The regression model is shown as Y = - 135252 + 135, 1 X - 0, 03374 X**2, but we can make it more clear by defining the Y and X variables:
equation
Based on this analysis, we can expect to see an average  of 16.65 faults per game for 2013-14 UEFA CL season.

Conclusions:

Based on this analysis of data from the UEFA CL's past 12 seasons, we can make the follow conclusions:
  • UEFA CL might want to consider changing its name to “Italy, England, and Spain CL,” because the teams from those countries account for more than 80% of winning teams in the last 12 seasons.
     
  • Spanish teams are the most effective and the German teams are the least (that is, excluding the Portuguese and French teams, each of whom only appear once in the 12 finals we looked at).
     
  • The average faults per game have decreased over the last 12 seasons. We might infer that the athletes in the UEFA CL have become fairer players over the years. Also, if fewer fouls happen (and consequentially, there are fewer interruptions during the game), we can expect to see more effective use of game time. The analysis lets us predict an average of 16.65 faults per game in upcoming season.
Based on the CTQ points defined in the beginning of this analysis, I conclude that the UEFA CL has become fairer, and has steadily been improving time efficiency over the last 12 seasons.
Unfortunately, I cannot conclude that the games are more fun, since the variables related to those CTQ factors have not increased or decreased over the past 12 seasons.
But on the bright side, this means me and my football-loving buddies will still have plenty to debate as we enjoy watching the next season!
About the Guest Blogger: 
Laerte de Araujo Lima is a Supplier Development Manager for Airbus (France). He has previously worked as product quality engineer for Ford (Brazil), a Project Manager in MGI Coutier (Spain), and Quality Manager in IKF-Imerys (Spain). He earned a bachelor's degree in mechanical engineering from the University of Campina Grande (Brazil) and a master's degree in energy and sustainability from the Vigo University (Spain). He has 10 years of experience in applying Lean Six Sigma to product and process development/improvement. To get in touch with Laerte, please follow him on Twitter @laertelima or on LinkedIn.
  
Would you like to publish a guest post on the Minitab Blog? Contact publicrelations@minitab.com.

6858km de futebol http://twitter.com/6858kmdefutebol http://6858kmdefutebol.blogspot.com/
Ocorreu um erro neste gadget