terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Roberto Dinamite condena almoço de Carlos Alberto na concentração do Fla

O Hotel Windsor, concentração do Flamengo, recebeu um visitante ilustre, na tarde de domingo: Carlos Alberto esteve lá para almoçar com o irmão, Fernando, que faria a sua estreia com a camisa rubro-negra. O jogador saciou sua fome, mas a atitude até agora não foi bem digerida pelo presidente do Vasco, Roberto Dinamite.

Veja também:


"Isso não cabe. Nos meus tempos de jogador, nunca fiz isso. Nem pensar", reclamou Roberto. "Uma coisa é gostar do irmão e torcer pelo sucesso dele. Outra coisa é não saber separar isso do aspecto profissional, ainda mais pelo que representam Vasco e Flamengo", acrescentou.


Para Roberto, ao ir à concentração do Flamengo, Carlos Alberto se expôs demais. "As pessoas não vão entender. Será que por ser ídolo do Vasco ele acha que o fato de ter ido lá não quer dizer nada? Quer dizer, sim. E amanhã, quando houver um Vasco e Flamengo? Como vai ser?", questionou.



"A gente tem que pensar lá na frente. Um profissional tem que pensar duas vezes naquilo que faz fora do clube, pois a gente não pode ficar policiando as atitudes do jogador o tempo todo", completou Dinamite.


Apesar da insatisfação com a atitude de Carlos Alberto, do dirigente vascaíno não partirá nenhuma punição ou repreensão ao jogador. Ele avisou que passará todo o seu descontentamento ao diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano.


"Ainda não fui comunicado de nada. Vou saber com o Rodrigo o que realmente aconteceu", disse Roberto, que somente na tarde da última segunda-feira soube pelo O Dia da visita de Carlos Alberto à concentração do Flamengo.


Rodrigo Caetano, também procurado pela reportagem, preferiu um discurso mais ameno, lembrando que Carlos Alberto estava de folga no domingo. "Essa notícia me causa estranheza, mas ele estava de folga. Não sei o que o motivou a ir até lá, mas num primeiro momento não vejo problema nenhum em visitar o irmão. Prefiro não dar uma opinião antes de falar com o jogador", destacou, garantindo que Carlos Alberto não será punido. "Não vamos dar a dimensão que isso não tem", encerrou.


Carlos Alberto não espera, de fato, qualquer tipo de punição. Além disso, ele também não acredita que terá problemas com a torcida vascaína por conta da visita. Para o camisa 19, a rivalidade não pode ser levada para fora dos gramados já que quando estiver enfrentando o Flamengo e seu irmão, não vai nem de longe pensar em amolecer.



"Isso tem de ser visto como um exemplo de paz. O nosso vínculo sempre foi forte e ficará ainda mais, já que voltamos a morar na mesma cidade. Sou um cara esclarecido e não tenho problema nenhum em responder qualquer pergunta. E o torcedor do Vasco é inteligente a ponto de perceber que não houve nada. Desde meu primeiro dia aqui, eles me surpreenderam pela elegância", disse.

6858km de futebol
http://twitter.com/6858kmdefutebol
http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget