domingo, 17 de janeiro de 2010

Campeonato Carioca 2010 - Vasco bate Tigres no ano do retorno à elite

Vasco bate Tigres no ano do retorno à elite







http://esportes.terra.com.br/futebol/estaduais/2010/noticias/0,,OI4209570-EI14479,00-Vasco+x+Tigres.html

Em seu primeiro jogo no ano que volta à elite do futebol brasileiro, o Vasco pode não ter encatado, mas não decepcionou os 13.433 torcedores que compareceram na tarde ensolarada deste sábado em São Januário, e venceu o Tigres por 1 a 0. Apesar de não ter feito um bom primeiro tempo e ter levado sustos do adversário, o time alvinegro contou com uma falha do goleiro adversário para sair na frente e conquistar os primeiros três pontos na competição. 

Até a cobrança de falta de Fagner, na intermediária, próximo da linha lateral, viajar todo o campo e morrer no fundo do gol após saída errada do goleiro Marcos Paulo, o Tigres se aproveitou dos erros de passes vascaínos e da imprudência de Rodrigo Pimpão - expulso com 34min de jogo-, para colocar pressão. Tanto que chegou ao gol, aos 26min, com Gilcimar. Mas o cabeceio do atacante foi anulado pelo árbitro Lenílton Rodrigues Júnior, alegando impedimento do atacante.

Mas mesmo com um a mais, o time de Caxias não soube aproveitar e em uma bobeada viu o Vasco sair na frente, aos 38min de jogo. Em uma falta "boba" cometida no canto esquerdo do campo, quase próximo da linha do meio-campo, Fagner alçou a bola na área na esperança de alguém cabecear para o gol, como o meia Carlos Alberto havia feito aos 30 em cabeceada à queima-roupa que Marcos Paulo defendeu. Mas neste lance, o arqueiro falhou na hora de sair e a bola entrou para o espanto do próprio Fagner. Marcos Paulo reclamou de ter sido tocado no lance.

A partir daí o Vasco assumiu o controle da partida, chegou mais ao ataque e o Tigres desandou. No minuto seguinte ao sofrer o gol, o lateral esquerdo Celico cometeu falta dura em Jumar e recebeu o vermelho, igualando o número de jogadores em campo.

No segundo tempo da partida, que contou com duas paradas técnicas e teve 14 cartões distribuídos pelo árbitro, o Vasco melhorou e tomou conta da partida. Com Philippe Coutinho em campo infernizando a vida da defesa do Tigres, o Vasco evitou que o adversário chegasse com mais perigo e administrou o resultado de seu primeiro compromisso em 2010.

Fagner, que fez o gol "espírita", poderia ainda ter saído com mais um gol na conta e uma assistência. Mas a trave atrapalhou seu segundo tento e Caíque isolou a bola.

Aspesar de dominado, o Tigres deu um último susto, já nos acréscimos Leandro Chaves cobrou fatla para o meio da área e o atacante Gilberto, sozinho, cabeceou para o gol. Mais uma vez a arbitragem marcou impedimento causando revolta nos jogadores do time de Duque de Caxias.

FICHA TÉCNICA
Vasco 1 x 0 Tigres
Gols
Vasco: Fagner, aos 38min do primeiro tempo
Ponto Forte do Vasco
Fagner, as melhores jogadas ofensivas do Vasco foram com o lateral direito
Ponto Forte do Tigres
Jogadas pela direita com o lateral direito Oziel
Ponto Fraco do Vasco
Erros de passe e a expulsão de Rodrigo Pimpão ainda no primeiro tempo
Ponto Fraco do Tigres
Marcos Paulo falhou no gol que abriu o placar da partida
Personagem do jogo
Fagner, autor do gol da vitória magra do Vasco
Esquema Tático do Vasco
4-4-2
Fernando Prass; Fagner, Gian, Fernando e Marcio Careca; Nilton, Jumar (Souza), Leo Gago e Carlos Alberto (Philippe Coutinho); Rodrigo Pimpão e Dodô (Caíque). Técnico: Vagner Mancini
Esquema Tático do Tigres
4-4-2
Marcos Paulo; Oziel, Zé Carlos, Jailson e Celico; Leão, Denis (Daniel Martins), Leandro Chaves e Vander (Clayton); Danilo Santos (Gilberto) e Gilcimar. Técnico: Carlos Alberto
Cartões Amarelos
Vasco: Nilton, Jumar, Dodô, Leo Gago, Carlos Alberto, Gian, Souza e Caíque
Tigres: Oziel, Leandro Chaves, Zé Carlos, Gustavo
Cartões Vermelhos
Vasco: Rodrigo Pimpão
Tigres: Celico
Árbitro
Lenilton Rodrigues Júnior
Local
Estádio São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Público e renda 10.613 pagantes / R$ 269.258,00



6858km de futebol
http://twitter.com/6858kmdefutebol
http://6858kmdefutebol.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget